• Adilson Neves

Pessoas inteligentes têm menos amigos



As pessoas inteligentes tendem a ter menos amigos e quando mais elas tentem se socializar, menos satisfeitas estarão com a própria vida; já que o cérebro de gênios e pessoas muito inteligentes funciona de forma diferente.

Esse estudo não é novo, mas foi ratificado recentemente pela revista cientifica Journal of Psycologhy na Gra-Bretanha, pelas mãos dos pesquisadores Satoshi Kanazawa e Normal Li – este pela Univerdade de Administração de Cingapura.

Na verdade, esse estudo começou em 2004, conduzido por Kanazawa que levantou a seguinte tese: os ancestrais que viviam na savana africana precisavam ser sociáveis para sobreviver a um ambiente hostil. Naquele tempo, a população era escassa, com cerca de 150 integrantes por grupo. Os pesquisadores acreditam então que, por causa da herança ancestral, a maioria das pessoas atualmente relata sentir-se mais feliz quando vive em lugares com menor densidade demográfica e quanto mais convive com amigos e familiares.

O estudo defende que no caso de pessoas com QI (Quociente de Inteligência) muito alto, a densidade demográfica baixa não aumenta a sensação de felicidade. Além disso, quanto mais elas precisam socializar com outras pessoas, a satisfação delas com a vida tende a ser menor. O efeito da densidade populacional na satisfação com a vida era mais de duas vezes maior para os indivíduos de baixo QI do que para os indivíduos com QI mais alto. E indivíduos mais inteligentes eram, na verdade, menos satisfeitos com a vida se socializavam com seus amigos com mais frequência.

Fonte: Revista Isto É


7 visualizações

© 2016 by Multipla Consulting & Training

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Curitiba - PR - Brazil