Motivação do time é ferramenta estratégica para vencer tempos de crise


O ano de 2016 chegou e traz no seu bojo uma série de incertezas, com destaque para a crise política instalada no Brasil, cujos reflexos atingem mortalmente a economia, gerando desemprego, instabilidade, recuo de investimentos e um corolário de outras mazelas.

Como trabalho com estratégia e pessoas nas consultorias pelo Brasil afora, quero traçar algumas linhas sobre motivação de pessoas em tempos bicudos e discutir alguns paradigmas que ainda grassam na mente dos empreendedores.

Quero adiantar de que incentivar seu time é realmente uma medida importante, mas esqueça essa tônica antiga de que apenas dinheiro motiva as pessoas. Ledo engano.

O principal motivador de uma equipe é a sua liderança e não precisa ter nenhuma dúvida disso. Trabalho com formação de times há anos e esta á mesmo a receita que dá certo. Porém, nada adianta se a alta direção mantiver a cabeça dura e não permitir a mudança, que necessariamente deve começar de cima.

Depois vem o propósito que esta liderança oferece a equipe, na famosa doutrina das causas. Dê uma causa que as pessoas apropriam-se dela e seguem esta trilha. Fácil de escrever e difícil de implantar, reconheço.

Para dar propósito é preciso fazer o seu time participar da organização, principalmente nos encontros de planejamento, a fim de que eles estejam aderidos e colados, pois o resultado disso é engajamento. O sentimento de contribuição faz as pessoas se sentirem donas. Olha aí o intraempreendedorismo que todo empresário quer que exista no coração das pessoas. Isso não nasce sozinho. É fruto de um esforço coletivo e sistemático.

Outro ponto fundamental é dar desafios a equipe. Desafios bem estruturados e alcançáveis. E que estes sejam devidamente recompensados. As empresas de marketing multinível aprenderam bem esta lição e praticam isso mensalmente. Aprenda de que o brasileiro adora ganhar presentes. E nas organizações não é diferente.

E, finalmente, quero ressaltar para fechar este ensaio, a questão primordial da capacitação das pessoas. Esse tema tem que estar presente nas diretrizes estratégicas e ser praticado de verdade, não apenas falácia. Crie programas de desenvolvimento que atendam os requisitos de competências dos cargos existentes, mas dê ênfase ao aprendizado da liderança, da negociação, da comunicação, da superação de conflitos e da gestão de metas. Esse investimento é extremamente motivador e tem muita gente que permanece por causa do treinamento que é oferecido pela organização.

Eu garanto que uma equipe engajada e motivada supera qualquer crise econômica porque o espirito de vencer estará inserido no grupo.

Pense nisso e tome as rédeas da ação.

O sucesso será certo.

Para saber mais, acesse: www.multiplabusiness.com e leia meu livro Vendas: Jogar para Vencer que ilustra este artigo.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

© 2016 by Multipla Consulting & Training

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Curitiba - PR - Brazil